Iafa Britz é produtora com reconhecimento no mercado audiovisual há mais de 20 anos, Iafa Britz está por trás de grandes produções nacionais. Pela Migdal Filmes, empresa onde atua desde 2010, produziu a trilogia de "Minha Mãe é Uma Peça" (2013, 2016 e 2019), que levaram juntos mais de 27 milhões de pessoas aos cinemas. A comédia “Carlinhos e Carlão”, com Luis Lobianco (sucesso disponível no Amazon Prime Video); e filmes como “Linda de Morrer”, comédia estrelada por Glória Pires. No circuito de filmes de arte produziu recentemente o aclamado “M-8 — Quando a Morte Socorre a Vida”, de Jeferson De, além de “Irmã Dulce”, de Vicente Amorim, “Cássia Eller”, documentário de Paulo Henrique Fontenelle; e o drama “Casa Grande” de Fellipe Barbosa, indicado a mais de dez Festivais Internacionais, incluindo Palmares, em Toulouse (França) e o Festival de Rotterdam.

Em parceria com a Cinética Filmes, produziu o longa “Nosso Lar”, que levou mais de 4 milhões de espectadores aos cinemas, e com a Zencrane, o thriller dramático “Mundo Cão”, com Lázaro Ramos, Babu Santana e Adriana Esteves.

Na TV, Iafa assina a série Matches para o Warner Channel, as três temporadas da série “As Canalhas” (GNT), cinco temporadas do humorístico “220 Volts”, (Multishow) sucesso de público do comediante Paulo Gustavo.

Ao longo de sua carreira, Iafa produziu filmes como “Se Eu Fosse Você”, “Se Eu Fosse Você 2”, com Glória Pires e Tony Ramos, “Divã”, de José Alvarenga Jr., com Lilian Cabral. 

 

No line up para 2021/2022, têm três filmes com perfis muito variados: a comédia “Amarração do Amor”, dirigida por Caroline Fioratti, com Cacau Protásio, Ary França e grande elenco; prepara a produção de “O Fim da Inocência”, dirigido por João Jardim, a comédia “Situación Perrengue”,  direção de Tomás Portella; além da segunda e terceira temporadas da série “Matches” (Warner Channel).

 

Em 2010, foi indicada pelo jornal O Globo para o prêmio Faz Diferença.